A nossa experiência de Workaway na Polônia foi decidida de última hora, tínhamos uma semana livre entre um destino e outro e resolvemos arriscar. Recebemos uma resposta positiva bem rápido e em poucos dias já estávamos em Varsóvia pegando o trem para a pequena cidade de Mińsk Mazowiecki, onde ficava o Hotel Fazenda que trabalhamos por uma semana.

Depois de algumas experiências bem mais intimistas em pequenas fazendas familiares, foi uma grande diferença trabalhar em um hotel bem grande com mais de 100 quartos e muitos funcionários.

Workaway Polônia Hotel Fazenda

O LUGAR

O hotel ficava em um lugar um pouco afastado da cidade, em um terreno bem grande com vários campos, lagos, quadras de esportes e uma mini fazenda com vários animais: cavalos, pôneis, cabras, ovelhas, veados, porcos, coelhos, faisões, galinhas, patos, gansos e um cachorro.

Como a região do hotel não era muito turística (100km de Varsóvia), ele funcionava mais como um centro de convenções, então não tinham muitos hóspedes na época em que estávamos lá. Mas mesmo assim não faltava trabalho, na parte interna e externa do hotel vários funcionários trabalhavam durante todo o dia.

Ficamos hospedados em um apartamento com vários quartos só para os voluntários e nos sentimos meio como funcionários meio como hóspedes, já que apesar de estarmos ali para trabalhar também podíamos aproveitar o tempo livre no hotel além de tomar café da manhã e jantar junto com outros hóspedes.

O TRABALHO

O nosso único trabalho durante a semana que estivemos no hotel foi de jardinagem. Cortar grama, aparar plantas, capinar, tirar matinhos etc. Ficamos sob a orientação do jardineiro do hotel, Marek, um simpático polonês que só sabia meia dúzia de palavras em inglês. Mesmo assim a comunicação funcionava, juntando a meia dúzia de palavras em polonês que sabíamos com muitos gestos e bom humor, era possível se entender o suficiente para saber o que tínhamos que fazer. Trabalhamos também junto com outros voluntários do Workaway, e era um alívio ter alguém que falasse em inglês para conversar durante o tempo que estivemos lá.

O trabalho em si não foi difícil, jardinagem é com certeza uma das atividades mais relaxantes que já fizemos durante a viagem, o maior problema era o calor intenso. Estávamos na semana mais quente do verão europeu e tínhamos que trabalhar todo dia das 9h da manhã até às 14h30 da tarde sob um sol de 40º. Ao meio dia parávamos durante meia hora para almoçar junto com os outro funcionários. A pausa era muito muito bem vinda para dar uma refrescada, apesar do almoço ser sempre um prato de sopa quente.

A EXPERIÊNCIA

Essa foi a primeira vez na nossa viagem em que trabalhamos em um lugar que também tinha outros funcionários e a dinâmica com certeza foi muito diferente. Não tivemos um contato mais pessoal com as pessoas do lugar, como nas experiências anteriores, mas conseguimos conhecer um pouco do dia a dia de trabalhadores de outro país. Outro ponto interessante também foi a convivência com outros voluntários, conhecer a história de outras pessoas que estão em jornadas semelhantes à nossa.

Mas certamente a melhor parte dessa experiência foi a de todo dia depois do trabalho ir até a mini fazenda do hotel e ficar com os animais. Apesar de não termos trabalhado diretamente com eles, conviver com vários animais é uma experiência incrível e que traz uma ligação com a natureza que dificilmente temos vivendo em grandes cidades.

VEJA TAMBÉM